Nestas quinta e sexta: Estigma do HIV/Aids na comunicação é tema de curso gratuito na USP
16 de outubro de 2019
Assessoria de Comunicação

hiv comunicacao curso

O curso é oferecido em duas opções de dias e horários, no dia 17, das 14 às 18 horas, e em 18 de outubro, das 8 às 12 horas. São disponibilizadas 50 vagas para cada turma e as inscrições podem ser feitas pelo site https://uspdigital.usp.br/apolo/ ou presencialmente até 30 minutos antes do início do curso. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3091-3513 ou e-mail diversidade@usp.br.

Os conteúdos serão ministrados pela coordenadora do Programa USP Diversidade, professora Ana Paula Morais Fernandes, e pelo jornalista da Unaids no Brasil, Daniel de Castro. A atividade aborda o cenário atual da epidemia, os principais desafios, a evolução da cobertura do HIV na mídia, viés humano e social da epidemia, as novas terminologias e uma oficina prática. Serão apresentados dados recentes sobre a cobertura da imprensa a respeito do HIV no Brasil e o impacto do estigma e discriminação na prevenção, testagem e tratamento nos serviços de saúde.

“Infelizmente, ainda percebemos em nosso monitoramento diário uma predominância de conceitos ultrapassados, terminologias que estigmatizam as pessoas vivendo com HIV e uma falha de cuidado e sensibilidade na cobertura desse tema, tanto nas mídias tradicionais quanto nas redes sociais. O objetivo é oferecer ferramentas a estudantes e profissionais para que se tornem aliados do UNAIDS nesse processo de transformação das narrativas sobre HIV e AIDS, contribuindo, de forma efetiva, para a eliminação do estigma e da discriminação”, explica Daniel. “A capacitação faz parte de uma estratégia que busca também incentivar e ampliar o debate nacional sobre HIV e AIDS, abrindo caminhos para que os países-membros das Nações Unidas consigam cumprir o compromisso de acabar com a epidemia de AIDS até 2030, uma meta que faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).”

Já Ana Paula destaca: “Profissionais da comunicação vêm se deparando com uma frustração ao fazer a cobertura sobre HIV e AIDS devido à dificuldade de acompanhar e entender melhor a rápida evolução da resposta ao HIV, tanto em termos tecnológicos e científicos quanto em relação a conceitos e demandas da sociedade”, comenta, sobre a cobertura jornalística.

A coordenadora ressalta ainda o comprometimento do jornalista com o tema. “Tudo isso faz com que uma simples reportagem sobre HIV exija muito mais tempo e cuidado do profissional envolvido para que seja produzida com a qualidade desejada.

ServiçoComunicação e Zero Discriminação em HIV/AidsQuando | Turma 1: 17 de outubro, quinta-feira, das 14 às 18 horas / Turma 2: 18 de outubro, sexta-feira, das 8 às 12 horasOnde | Anfiteatro Jorge Caron da Escola de Engenharia de São Carlos – EESC: Av. Trabalhador são-carlense, 400 – São Carlos – SPVagas | 50 em cada turma (mínimo de 10 participantes)Quanto | grátisInscrições | https://uspdigital.usp.br/apolo/Informações | (11) 3091-3513 | diversidade@usp.br

Por Assessoria de Comunicação da PUSP-SC

 


Veja também