FAPESP atualiza normas para solicitação de três tipos de bolsa
19 de novembro de 2019
Assessoria de Comunicação

fapesp

Entre as novidades está a exigência de apresentação da súmula curricular do candidato à bolsa no ato da inscrição – antes era solicitada apenas uma descrição das atividades já desenvolvidas. Do orientador passa a ser solicitada a inclusão de um documento contendo resultados de apoios anteriores, se houver.

Orientadores de alunos nas três modalidades devem demonstrar ter apoio e condições materiais para a plena realização do projeto proposto (da FAPESP ou de outra fonte de financiamento). Essa alteração também foi incluída nas normas para Bolsas de Doutorado.

Para as Bolsas de Mestrado e Doutorado Direto, o perfil do orientador passará a ser analisado considerando-se a experiência internacional, que será avaliada, por exemplo, por meio da participação ativa em redes internacionais de colaboração em pesquisa.

A duração inicial da Bolsa de Doutorado Direto passa de 48 para 60 meses, sem alteração da duração máxima. Além disso, passa a ser exigido do solicitante à Bolsa de Iniciação Científica um comprovante de matrícula.

As normas atualizadas podem ser conferidas na íntegra no site da FAPESP, nas seções Bolsa de Iniciação Científica; Bolsa de Mestrado; Bolsa de Doutorado Direto. Em caso de dúvidas, o serviço Converse com a FAPESP pode ser consultado.

 

Por Agência FAPESP


Veja também