EMPREENDEDORISMO

O empreendedorismo é a capacidade de enxergar problemas e criar soluções, sejam elas com foco social ou de negócio, muitas vezes, gerando novas empresas. Na EESC, diversas disciplinas, eventos, programas e grupos extracurriculares, impulsionam os alunos a se descobrirem como empreendedores.

Para fortalecer essas ações foi criado, em 2014, o Centro Avançado EESC para Apoio à Inovação (EESCIn) que atua como um agente facilitador no ecossistema da inovação e tem promovido diversas oportunidades para o alunos se desenvolverem e empreender de forma mais sustentável. Saiba mais.

Confira também:

CERTIFICADOS DE ESTUDOS ESPECIAIS - CEE

Para os estudantes dos cursos de Engenharia da EESC há duas modalidades de Certificado de Estudos Especiais:
1) o CEE oferecido especificamente para cada curso;
2) o CEE em Engenharia Biomédica, oferecido pela Comissão de Graduação (CG) a todos os cursos da EESC.

Clique abaixo, de acordo com seu interesse, para mais informações:

• Engenharia Biomédica - CG .NOVO 
• Engenharia Aeronáutica
• Engenharia Civil
• Engenharia de Materiais e Manufatura
• Engenharia de Produção
• Engenharia Elétrica - Eletrônica 
• Engenharia Elétrica - Sistemas de Energia e Automação
• Engenharia Mecânica
• Engenharia Mecatrônica

O que é o Certificado de Estudos Especiais?

O Certificado de Estudos Especiais (CEE) é um reconhecimento pelo aprofundamento em determinada área do conhecimento, desenvolvido durante a graduação e atestado pelo cumprimento de determinado elenco de disciplinas previamente definido.

Os certificados servem de orientação aos alunos, um “roteiro” de estudos para áreas específicas de interesse. Eles servem também como reconhecimento ao aluno pela dedicação adicional a esta área específica da engenharia e auxiliam na inserção no campo de atuação profissional ao atestar o interesse específico aos profissionais de Recursos Humanos.


Como proceder?
O(a) aluno(a) interessado(a) em obter o Certificado deve estar matriculado(a) em curso de Engenharia da EESC e ser aprovado(a) nas disciplinas e/ou número de créditos, conforme as especificações do CEE escolhido.

Ao término do curso, quando for requerer a colação de grau ao Serviço de Graduação (SVGrad), deverá também fazer o requerimento do CEE. O SVGrad fará a verificação do cumprimento das exigências e procederá a emissão do Certificado, juntamente com a Coordenação do Curso ou com a Comissão de Graduação, conforme o CEE cumprido.

INTERCÂMBIO

Os alunos de graduação da EESC têm a possibilidade de desenvolver parte de suas atividades acadêmicas em uma instituição estrangeira de ensino superior. As oportunidades são oferecidas durante todo o ano, em diferentes modalidades:

  • intercâmbios de curta e média duração: os alunos vão estudar disciplinas que complementam a sua formação em universidades estrangeiras parceiras da USP. Cada edital define o tempo de duração, que vai desde alguns dias até um ou dois anos.
  • participação em eventos internacionais: essas vagas oferecem possibilidade de frequentar um curso de férias, um workshop ou outras atividades pontuais.
  • dupla titulação: essa modalidade permite que o aluno cumpra parte de suas disciplinas em uma instituição estrangeira e obtenha ao final do curso o diploma das duas instituições envolvidas.

De acordo com o perfil, o candidato ao intercâmbio pode ainda contar com apoio de programas de financiamento para a sua estada no exterior.

Saiba mais

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Colocar em prática os conhecimentos aprendidos nos cursos e integrar diversas áreas da engenharia é o principal objetivo das atividades de extensão universitária ou projetos extracurriculares.

Organizados por alunos de graduação, no formatos de eventos ou grupos de extensão, estas atividades visam à prestação de serviços à comunidade, ao desenvolvimento de novas tecnologias ou à participação em competições nacionais e internacionais.

Tais atividades possibilitam também o aprimoramento de potencialidades como liderança, iniciativa, gestão e trabalho em equipe. Os times são orientados por docentes e recebem a participação de equipes multidisciplinares, com alunos de diferentes cursos da EESC, do Campus e até mesmo de outras universidades.

Confira todos os grupos clicando aqui.

CULTURA, ESPORTE E BEM-ESTAR

Para manter o corpo ativo e entreter a mente, na EESC e no campus da USP de São Carlos, são oferecidas diversas atividades culturais, artísticas e esportivas que colaboram com a formação integral do aluno, com sua qualidade de vida, socialização e bem-estar.

Os alunos podem praticar meditação e ioga, participar de grupos de teatro, dança, música, fotografia, entre outros, e utilizar espaços como academia, quadras esportivas e piscinas. Ainda é possível desfrutar de apresentações musicais, exposições, mostras artísticas e até mesmo observações do céu, no observatório do Campus.

Confira a programação cultural do campus e outras oportunidades em:

ESTÁGIOS E EVENTOS ACADÊMICOS

A excelência na formação de profissionais faz da EESC uma referência para as empresas – de pequeno a grande porte – e as instituições públicas que buscam estagiários de Engenharia. É uma contribuição importante para o processo de formação do estudante, que pode se aproximar do mercado de trabalho pretendido e, de forma supervisionada, colocar em prática o conhecimento adquirido no curso.

O aluno EESC também tem a oportunidade de participar de congressos, encontros, workshops, palestras e outros eventos institucionais, nacionais e internacionais, promovidos pela EESC, unidades da USP e instituições parceiras. Por reunir profissionais e pesquisadores de destaque, esses eventos são fontes de novos conhecimentos e possibilitam momentos para troca de experiências.

Saiba mais

INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

O aluno da EESC pode, mesmo durante a graduação, ter contato direto com as áreas de pesquisa e tecnológica participando de projetos orientados por docentes e pesquisadores. Além de enriquecer e aprimorar seus conhecimentos, o estudante pode contar com auxílio de bolsas fornecidas por agências de fomento, como a FAPESP, CAPES, CNPq e projetos com empresas. Veja algumas das modalidades.

Alunos de ensino médio também podem realizar pesquisas, por meio do Programa de Pré-Iniciação Científica e de Pré-Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da USP, que tem o objetivo de despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre os estudantes do ensino médio e profissional da rede pública, mediante sua participação em atividades de pesquisa científica ou tecnológica, orientadas por pesquisadores qualificados, em laboratórios e grupos de pesquisa da USP. Saiba mais.

PÓS-GRADUAÇÃO

Deliberação CG/EESC-USP  aprovada na 395ª Sessão Ordinária da CG realizada em 16/08/2018 e na 634ª Sessão Ordinária da E.CON da EESC, de 14/9/2018.

 

Programa de Formação Integrada com a Pós-Graduação (PFIPos) 

A Comissão de Graduação no uso de suas atribuições apresenta a motivação,  objetivos e as diretrizes de implantação do Programa de Formação Integrada com a Pós-Graduação (PFIPos). 

1. Introdução e Objetivos

O PFIPos   é uma iniciativa da CG-EESC de por meio de atividades integradas entre os cursos de graduação e de pós-graduação investir na formação acadêmica e profissional do corpo discente da EESC-USP.  A integração deve proporcionar ao aluno de graduação a realização de estudos aprofundados em temas de interesse dos programas de pós-graduação, o desenvolvimento de habilidades diversas dos estudantes, o fortalecimento de conteúdos técnicos e o incentivo à inovação e ao empreendedorismo. De maneira mais específica, apontam-se os seguintes objetivos:

  • Investir de forma antecipada no talento dos recursos humanos do corpo discente da EESC-USP para estudos avançados;
  • Valorizar os cursos de graduação e de pós-graduação e atender às Diretrizes para os Cursos de Graduação da EESC-USP, aprovadas e reconhecidas pelos departamentos e pela egrégia Congregação da unidade;
  • Buscar o alinhamento da EESC-USP com as principais escolas nacionais e internacionais de Engenharia e com os interesses da sociedade;
  • Contribuir para a formação de um engenheiro com perfil humanista, crítico, reflexivo, criativo, cooperativo, ético e inovador.

A fim de atingir estes objetivos, o PFIPos propõe diretrizes e procedimentos para:

  • Oferecer programas de disciplinas que orientem os alunos de graduação interessados em uma formação mais avançada;
  • Oferecer disciplinas de pós-graduação para alunos de pós-graduação e graduação reunidos em turmas comuns, segundo os mecanismos apresentados na sequência;
  • O acompanhamento dos alunos de graduação pelas CoCs e CCPs;
  • Incentivar o reconhecimento deste esforço adicional do aluno de graduação, por meio da emissão de Certificados de Estudos Especiais;
  • Compatibilizar créditos entre as disciplinas de graduação e de pós-graduação constantes do Programa;
  • Permitir que aqueles alunos que forem aprovados no processo seletivo para programas de pós-graduação da EESC-USP, aproveitem os créditos obtidos nos respectivos cursos de pós-graduação.

 

1.1 Respaldo Legal

Ementa CoG nº 7/8 (Fusão das duas anteriores nº 7 e nº 8):
O oferecimento de disciplinas em turmas reunidas de alunos de graduação e pós-graduação encontra respaldo legal nas seguintes regras normativas: A estrutura curricular do curso de graduação, a critério da CG e da CPG da unidade, pode contemplar, como optativas, disciplinas de pós-graduação, de igual conteúdo, as quais terão sigla própria para efeito de graduação, sem prejuízo de retificação de matrícula, caso não venham a ser oferecidas no semestre. Poderá haver reunião de turmas de tais disciplinas, após prévia autorização da CG e da CPG da unidade. Em qualquer caso, a carga horária do docente será computada por uma única vez (Aprovado da 118ª reunião do CoG de 21.11.2001).

Artigo 1º da Resolução CoG Nº 6612, de 2013:
Compete ao Conselho do Departamento, ou órgão responsável, opinar a respeito da equivalência de disciplinas cursadas na Universidade de São Paulo ou em outras instituições de ensino superior, em nível de graduação ou pós-graduação stricto e lato sensu , para fins de Aproveitamento de Estudos (AE) nos cursos de graduação.

Artigo 55 da Resolução 7493 - Regimento de Pós-graduação da USP, de 2018:
Podem, a juízo da CCP, ser admitidos para matrícula em disciplinas de Pós-Graduação, na condição de alunos especiais, alunos de graduação da USP (Aprovado em 27 de março de 2018).

Os mecanismos nas diretrizes do PFIPos incluem a utilização de Disciplinas-Espelho e disciplinas Tópicos de Pesquisa em Engenharia. Cada CoC e CCP devem produzir a lista de disciplinas-espelho e a correspondência entre disciplina de pós e a disciplina de tópicos.  

 

2. Diretrizes

De forma a operacionalizar o oferecimento do PFIPos, atendendo aos seus objetivos de forma pragmática, sem que sejam necessárias alterações de regimento ou normas, sugere-se que a operacionalização do oferecimento conjunto de disciplinas se dê através de um (ou mais) dos mecanismos sugeridos nos itens 2.1 a 2.3.  A aderência a este corpo de diretrizes, assim como os mecanismos prioritários para sua implementação devem ser estudados e acordados, conforme o interesse e disponibilidade de cada programa de pós-graduação e departamento da EESC-USP. Desta forma, recomenda-se que Conselhos de Departamento (CDs), Comissões Coordenadoras de Cursos de Graduação (CoCs) e Comissões Coordenadoras de Programas de Pós-graduação (CCPs) estudem as possibilidades e avaliem os benefícios mútuos das diretrizes aprovadas.

2.1 Disciplinas-Espelho

A formatação de disciplinas-espelho atende ao propósito de possibilitar a reunião de turmas em disciplinas com conteúdo compatível com a graduação e pós-graduação da EESC-USP, permitindo a formação avançada dos alunos de graduação e o compartilhamento de conhecimentos com alunos de pós-graduação. Trata-se em geral, mas não exclusivamente, de disciplinas optativas da graduação. Sendo assim, recomenda-se:

  • Que os alunos de graduação integrantes do Programa matriculem-se, simultaneamente, na disciplina de graduação e na correspondente disciplina de pós-graduação (neste caso, como aluno especial);
  • Criar ou modificar a ementa de disciplina optativa de graduação de forma a contemplar o mesmo conteúdo de uma disciplina de pós-graduação (mencionar na ementa da disciplina de graduação tratar-se de disciplina optativa constante do Programa de Formação Integrada com a Pós-Graduação, com regras específicas para matrícula);
  • Que as secretarias de pós-graduação prevejam o oferecimento de suas disciplinas, adequando eventuais particularidades operacionais, como o número de vagas para alunos de pós-graduação e de graduação.

2.2 Disciplinas Tópicos de Pesquisa em Engenharia

Visando oferecer ao estudante de graduação a possibilidade de cursar disciplinas de pós-graduação cuja temática não esteja contemplada no conjunto de disciplinas-espelho, recomenda-se a criação da disciplina de graduação optativa Tópicos de Pesquisa em Engenharia, para permitir ao aluno estudar tópicos de pesquisa tratados em outras disciplinas de pós-graduação com contabilização de créditos de graduação. A matrícula nessa disciplina deve ser concomitante com a matrícula em uma disciplina de pós-graduação na área de interesse do aluno. Recomenda-se portanto:

  • Atribuir à CG a tarefa de criar três disciplinas do tipo tópicos, no formato disciplina EESC (número 18000) que possa ser oferecida pelos diferentes docentes e cursos;
  • Atribuir às CoCs a definição sobre a inclusão da disciplina no respectivo curso, bem como  instruções sobre o seu oferecimento;
  • Mencionar na ementa da disciplina de graduação tratar-se de disciplina optativa constante do Programa de Formação Integrada com a Pós-Graduação, com regras específicas para matrícula, e que se trata de disciplina de acompanhamento do desempenho do aluno em disciplinas de pós-graduação;
  • Que os alunos de graduação integrantes do Programa matriculem-se, simultaneamente, na disciplina de Tópicos de Pesquisa em Engenharia e em uma disciplina de pós-graduação, como aluno especial.

Aos cursos de graduação que incorporarem a disciplina Tópicos de Pesquisa em Engenharia, deve ser lembrado que as devidas alterações precisam ser feitas nos seus respectivos Projetos Pedagógicos.

2.3 Disciplinas CPG

A partir da identificação da necessidade de formação de caráter multi, trans e interdisciplinar, recomenda-se a criação de disciplinas CPG que integrem os alunos de vários programas de pós-graduação e que incentivem a formação de turmas com a participação de alunos de graduação. Recomenda-se que essas disciplinas abordem temas transversais, tais como inovação, empreendedorismo, metodologia de pesquisa científica, avaliação de projetos, riscos e incertezas em engenharia, engenharia e economia, comportamento de materiais, energia e ambiente e outras.

2.4  Certificado de Estudos Especiais

Com o intuito de formalizar e organizar o oferecimento de conjunto de disciplinas de pós-graduação em turmas reunidas, sugere-se a criação de Certificados de Estudos Especiais em Áreas de Concentração dos programas de pós-graduação. Desta forma, os alunos de graduação já seriam direcionados ao conjunto de disciplinas obrigatórias (quando for o caso) de uma determinada área, o que garante de forma mais efetiva o aproveitamento de créditos durante a pós-graduação. Assim, o conjunto de disciplinas que compõem o certificado pode ser mais restrito, tendo maior controle dos orientadores da área e evitando que os alunos cursem inadvertidamente disciplinas que trarão menor retorno acadêmico para a área escolhida de pós-graduação.

2.5 Critérios de seleção de alunos para o Programa

Recomenda-se que cada CoC defina os critérios de seleção de alunos de acordo com o oferecimento de disciplinas de graduação para o Programa e disponibilidade de vagas. Para o aluno de graduação que manifestar o interesse em ingressar no Mestrado, recomenda-se o acompanhamento de um professor tutor (eventualmente seu orientador na  pós-graduação) que o orientará na escolha das disciplinas.

2.6 - Ingresso no Mestrado

Um dos objetivos deste Programa é que alunos de graduação da EESC-USP possam aproveitar os créditos cursados em disciplinas de pós-graduação nos respectivos cursos, caso tenham interesse em cursar o Mestrado. Dessa forma, haverá a possibilidade de o Mestrado ser concluído em até um ano após o término do curso de graduação. Para tanto, deve-se observar o seguinte:

  • O aluno deverá se inscrever oportunamente no processo seletivo do programa de pós-graduação;
  • Caso venha a ser aprovado no processo seletivo a que se refere o item acima, o aluno deverá solicitar, junto à secretaria do programa de pós-graduação, o  aproveitamento dos créditos cursados como aluno especial.

3. Implantação do Programa

O GT-Integração graduação e pós-graduação recomenda à CG implantar o Programa de Formação Integrada com a Pós-Graduação na EESC-USP. Recomenda ainda que os encaminhamentos para a apreciação e discussão dessas diretrizes sejam os seguintes:

  • Após discutidas e aprovadas na CG (395a Sessão), as diretrizes foram apreciadas e aprovadas pela Congregação da EESC-USP (634ª Sessão);
  • As diretrizes foram encaminhadas às CoCs e CCPs dos cursos de graduação e programas de pós-graduação da EESC, respectivamente;
  • Caberá às CoCs e CCPs avaliarem em conjunto o seu interesse pelo Programa e, se for o caso, definirem uma agenda e os mecanismos para a sua implantação;
  • Para a computação da carga horária, as  listas das disciplinas espelho que estão sendo oferecidas em cada semestre e que  fazem parte do Programa de Formação Integrada Graduação com a Pós-Graduação, devem ser enviadas à CG. Esclarecemos que a carga horária só pode ser computada para um dos programas segundo a ementa COG n.7/8, aprovada na 118ª Sessão COG de 21/11/2001 (ver item 1.1).

4. O PFIPos nos cursos

 

Os Departamentos,  conforme manifestação de interesse de docentes,  disponibilizam as oportunidades de disciplinas-espelho oferecidas por semestre. 

O Depto de Engenharia Elétrica divulga a relação de disciplinas juntamente com instruções para o  aluno interessado no PFI-Pós que deverá consultar a lista de disciplinas-espelho oferecidas e seguir os passos (PFIPos Eng. Elétrica):

  1. Dentre as disciplinas-espelho a serem oferecidas no semestre seguinte escolher as que deseja cursar e requerer a sua matrícula na disciplina de graduação correspondente no sistema Júpiter nas datas estabelecidas no Calendário Acadêmico.
  1. Na secretaria de pós-graduação solicitar a sua matrícula como aluno especial nas datas estabelecidas pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica, na disciplina de pós-graduação correspondente e aguardar deferimento. A solicitação de matrícula deverá ser feita junto à Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica. As datas e demais instruções estão disponíveis no seguinte endereço eletrônico: http://www.sel.eesc.usp.br/posgraduacao/?page_id=1289

Observação: O aluno aprovado em Programa de Mestrado poderá solicitar o aproveitamento de créditos obtidos nas disciplinas de pós-graduação.