COMUNICADOS: Alunos

Estão abertas as inscrições para o programa de permanência estudantil

20/01/2023

Estão abertas as inscrições para o Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil (PAPFE), que disponibiliza benefícios e bolsas aos alunos de graduação com dificuldades socioeconômicas. As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de março, pelo Portal de Serviços Computacionais da USP.

Assista ao vídeo explicativo.

O programa passou por uma reformulação e, a partir deste ano, oferecerá um benefício unificado denominado auxílio-permanência – que unifica e substitui benefícios que antes eram oferecidos separadamente como o apoio-moradia, auxílio-moradia, auxílio-livros, auxílio-alimentação e auxílio-transporte. O valor do auxílio-permanência é de R$ 800 mensais e será pago durante todo o tempo de realização do curso.

“Além dessas mudanças, é importante ressaltar que agora o PAPFE também estabelece vinculação entre o auxílio e o percurso acadêmico do beneficiado. Faremos um acompanhamento das trajetórias dos beneficiados para entendermos melhor os impactos do programa. A partir daí, será possível estabelecer eventuais ajustes necessários para garantir que todos os alunos ingressantes na USP tenham condições adequadas para realizar sua formação”, explicou a pró-reitora de Inclusão e Pertencimento, Ana Lúcia Duarte Lanna.

O valor de R$ 800 é para os alunos que não forem contemplados com uma vaga nas moradias estudantis da USP. Para os alunos contemplados com vagas nas moradias, o valor do auxílio é parcial, sendo de R$ 300. As vagas na moradia estudantil terão preenchimento prioritário, de acordo com a disponibilidade de vagas de cada campus.

Todos os contemplados com benefícios também terão direito a refeições gratuitas nos restaurantes universitários.

O auxílio-permanência poderá ser acumulado com uma única bolsa de pesquisa, como, por exemplo PUB, PAE ou outra modalidade acadêmica e estágio. O pagamento começa em março de 2023.

A seleção dos alunos, a implementação e o acompanhamento dos benefícios são coordenados pela Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento (PRIP), em colaboração com as Prefeituras dos campi.

Inscrições

As inscrições devem ser feitas até o dia 2 de março, de forma eletrônica, pelo Portal de Serviços Computacionais da USP (https://portalservicos.usp.br), com a anexação obrigatória de documentos comprobatórios da situação socioeconômica declarada no formulário. Apenas os alunos do curso da Escola de Arte Dramática (EAD) devem se inscrever por meio de formulário específico, cujo endereço pode ser solicitado pelo e-mail papfe.prip@usp.br.

A análise socioeconômica será realizada pelos Serviços Sociais dos campi, utilizando critérios unificados preestabelecidos. Serão contemplados os estudantes de maior vulnerabilidade socioeconômica, de acordo com os recursos determinados pela Universidade. A classificação é única, independente do campus no qual o aluno esteja matriculado.

edital do Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil 2023 pode ser consultado na página da Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento.

Para mais informações e esclarecimento de dúvidas, os alunos interessados devem entrar em contato pelo e-mail papfe.prip@usp.br.

Pós-Graduação

Outra novidade incorporada ao PAPFE neste ano é a inclusão de benefícios para os estudantes de pós-graduação. Para esse grupo, o benefício terá duração máxima de quatro semestres para estudantes de mestrado, oito semestres para os de doutorado e dez semestres para estudantes de doutorado direto.

O edital específico para alunos de pós-graduação está previsto para ser divulgado em maio. 

Permanência estudantil

O Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil integra a política de permanência da USP e tem o objetivo de diminuir a evasão causada por dificuldades socioeconômicas, garantindo aos estudantes selecionados as condições necessárias para continuarem seus cursos.

No final do ano passado, o Conselho Universitário aprovou o aumento de 58% nos recursos para o programa de permanência estudantil para 2023. Ao todo, a USP investirá R$ 188 milhões em ações voltadas a estudantes de graduação e de pós-graduação com necessidades socioeconômicas.

Em 2023, considerando não só os novos contemplados, mas também os bolsistas veteranos que já recebem o benefício, serão concedidas cerca de 15 mil bolsas.