Alunos da EESC vencem a quarta edição do "HackathonUSP"
04 de dezembro de 2017
Assessoria de Comunicação

 eesc hackathon 1 lugar

eesc hackathon postes

Num período de 24 horas, os alunos foram desafiados a criar tecnologias no contexto das cidades inteligentes, ou Smart Cities. A equipe da EESC estava composta pelos alunos do curso de Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrônica, André Perez, Daniel Fernandes, Guilherme Rocha e Leonardo Nunes. Eles propuseram uma solução para monitorar o consumo da iluminação pública com um hardware que  capta a o consumo de energia e um sistema web que apresenta os dados de cada poste em um mapa.

 

Essa solução pode reduzir valores na conta de luz que cada morador paga no final do mês, pois cada residência, além de seu próprio consumo, paga uma parte da energia pública consumida pelos postes de luz, porém esse valor é calculado a partir de uma estimativa das prefeituras, que supõe que todos postes estão acessos durante um determinado período. O problema é que lâmpadas queimadas também entram nessa conta, e a estimativa de seu consumo é cobrada, mesmo quando aquela região está no escuro. Numa cidade com aproximadamente 700 mil postes, essa estimativa pode diferir muito do valor real consumido.

 

Além disso, as prefeituras contam com a ajuda da população para avisar sobre lâmpadas queimadas. O processo é burocrático e pode demorar semanas para que o reparo seja feito. Com o SancaLights, o consumo de cada poste de luz passaria a ser medido em tempo real, fornecendo dados para cobrança do valor adequado e também para a rápida substituição de lâmpadas que não estejam funcionando, tornando a iluminação pública mais eficiente e eficaz.

 

informação

Site da proposta

 

Por Assessoria de Comunicação da EESC

 


Veja também